Um ótimo hiybbprqag day pra você

2 fev

A muitos anos atrás, antes do Google nos libertar, o mercado de  buscas na internet era dominado pelos buscadores de diretórios e metas, que possuiam um enorme banco de dados com websites indicados pelos próprios usuários e, até então, supriam as necessidades dos usuários de internet.

Com o passar do tempo, e o número de sites na internet crescendo exponencialmente, esta realidade foi alterada pelos famintos robozinhos do Google, que entram em um site e começam a vasculhar links para descobrir todos os dias milhões de novas páginas. Mas, desde o início e até hoje, um dos pratos favoritos destes robozinhos é o “buscador secundário”, que naquela época era representado principalmente pelo Yahoo! no mundo, e o Cadê? no Brasil.

Resumindo: Buscador buscando em buscadores por buscas mais buscáveis. Não deu pra enrolar a língua né? Poisé, mas quem se enrolou ontem foi um engenheiro da Google quando afirmou que “resultados de busca do Bing são uma imitação barata”. Segundo uma experiência realizada pela equipe do buscador, a concorrente estaria usando o Bing Toolbar e o Microsoft Internet Explorer 8 para copiar os resultados de buscas do Google.

Para comprovar a suposta “fraude”, a gigante das buscas criou cerca de 100 palavras inexistentes (como  “hiybbprqag”, essa sim enrola a língua!) e vinculou a sites que não tinham qualquer relação com estas palavras, depois disso, juntou uma equipe de 20 engenheiros em computadores com Windows recém instalado e Internet Explorer 8 com Bing Toolbar, todos com as opções de “sugestão de sites” e “colaboração para melhoria de serviços” ativados, e solicitou que estes engenheiros digitassem as palavras. Como que por mágica, cerca de duas semanas depois os resultados começaram a aparecer no Bing.

Tudo isso é muito lindo e conspirador, mas o que a Microsoft está fazendo é o mesmo que o Google fez desde o início, principalmente com o Yahoo!, buscando em concorrentes para ter melhores resultados. A diferença é que eles estão fazendo isso com o auxílio e autorização dos próprios clientes.

Como acontece

Se você optou por compartilhar informações anônimas para auxiliar na melhoria dos serviços Microsoft, ao fazer uma busca no Google, Yahoo!, Ask, Altavista ou outro buscador, a palavra que você utilizou são enviadas para Microsoft e esta envia para o Bing (muito inteligente, diga-se de passagem), uma vez que o mesmo não tem resultados para sua palavra, ele vai procurar nos concorrentes e, uma vez encontrada, sua palavra é vinculada ao site que está sendo listado no concorrente (muito perigoso, diga-se de passagem).

Em outras palavras, é como se você fosse dono do Walmart e o caixa do Carrefour te passasse todos os dias uma lista com os produtos que eles tem e você não tem. Concorrência desleal, mas a Google também não é puritana.

 

3 Respostas to “Um ótimo hiybbprqag day pra você”

  1. Felipe S. Gomes fevereiro 3, 2011 (quinta-feira) às 16:38 #

    Como você sabe qual é o método que o Bing utiliza para pegar os dados? Será que você está supondo que é assim?

    A pegadinha com a palavra “hiybbprqag” demonstra que o caso é mais complicado. Afinal o primeiro resultado nem mesmo possui a palavra-chave.

    Ou seja, o Bing é uma cópia não criteriosa.

    A comparação que você fez não me parece justa, pois o Google sempre aplicou um algoritmo próprio, criando o seu próprio banco e ranking de relevância. E eu imagino que o google não excluiu as páginas de diretórios do yahoo!, como você muito bem observou.

    Mas me parece que são casos diferentes

    Curtir

  2. Christoffer Kraus fevereiro 3, 2011 (quinta-feira) às 17:05 #

    Olá Felipe, não faço idéia do método utilizado pelo Bing, mas usei uma explicação coerente e, como citei no post, com toda certeza desleal. Mas na prática, se aparece nos resultados de um buscador quer dizer que há links apontando para página na página que contém o texto, portanto, há relevância no conteúdo.

    No algoritmo do próprio Google esta regra é utilizada, isso acontece quando em uma página a palavra aparece e existem links nesta página, quando você digita a palavra resultará o link para página onde a palavra aparece e os links próximos a esta palavra (mesmo que acontece na busca por imagens). Neste caso, a Microsoft deve se reservar no direito de não apresentar páginas de concorrentes.

    Utilizando-se da mesma regra do Google, já abro uma nova explicação coerente ao fato: não é necessário que a Microsoft utilize as palavras pesquisadas, mas sim, somente o link para página e aplique o algoritmo responsável pela eliminação de URL indesejáveis (concorrentes).

    Mas como eu disse, não faço idéia de como eles fazem, mas é leviano acusar de “copiar os resultados” sem considerar que a prática pode ser algo trivial. Lembrando que, desde que o Google passou a fazer buscas via AJAX, não foi colocado nenhuma instrução no robots.txt para impedir a indexação dos resultados.

    Curtir

  3. fernando fevereiro 3, 2011 (quinta-feira) às 21:34 #

    Que tal uma explicação melhor…

    http://searchengineland.com/did-google-employee-just-register-hiybbprqag-com-63482

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: