Fantástica história da falta de segurança no Facebook

25 out

Depois de uma famigerada matéria do Fantástico, rolaram comentários sobre a “falsa proteção do Facebook” e maneiras infalíveis de proteger sua conta solicitando aos seus amigos que alterem suas configurações de atualização. Em resumo: Bullshit!

Primeiramente, na minha opinião, quem acredita e perde tempo com folhetins dominicais televisivos tem mais é que se iludir e continuar repassando mentiras pela internet. Mas, por desencargo de consciência, devo informar que a alteração das configurações de atualização só altera a forma como o “Amigo” vê suas atualizações, e não o mundo público e depravado.

Um dos grandes problemas da internet hoje se chama Google (e seus correlatos), que incentivam pessoas a encher a internet de lixo, organiza esse entulho de forma extremamente duvidosa e oferece aos seus usuários um conteúdo reciclado baseado na experiência de seus amigos, vizinhos e semelhantes. Outro problema, é claro, é o próprio usuário da internet, que usa as redes sociais para escancarar sua vida aos sete ventos e espera que mesmo assim essas informações estejam seguras.

Mas voltando ao Facebook, as rotinas de segurança que teoricamente tornariam um perfil mais “seguro” se referem exclusivamente ao próprio perfil do usuário, sendo assim, nada que este usuário peça para seus amigos fazerem salvará sua identidade dos seres virtuais inescrupulosos que permeiam a internet em busca de informações fresquinhas sobre filmes assistidos, comentários da novela e o almoço do dia anterior.

O Facebook é uma ferramenta em evolução que traz cada vez mais opções que elevam a privacidade do usuário. A mensagem que rolou pela internet instruia as pessoas a ocultar “Comentários e opções Curtir” de forma inútil. Para fazer isso basta usar as ferramentas de privacidade do próprio serviço. Segue algumas sugestões explicadas em segunda pessoa, quer dizer, para você.

Tornando privadas suas atualizações

Para ocultar suas coisas, aquelas que você publica indiscriminadamente na internet, a primeira coisa a ser feita é se acostumar a marcar a opção “Amigos” que fica ao lado de todo botão de “Publicar” do Facebook.

Publicando atualizações
Depois de entender que você é responsável pelo que publica no seu perfil, clique na flecha que fica ao lado de “Página inicial” no topo direito da barra azul do Facebook e escolha a opção “Configurações de privacidade”.

Configurações de privacidade Facebook

Na página que abrir, clique na opção “Gerenciar a visibilidade de publicações antigas” e então clique em “Limitar publicações passadas”. Isso vai fazer com que todas suas publicações públicas anteriores fiquem restritas aos seus amigos.

Ocultando opções de “Curtir”

Curtir é uma coisa bem pessoal, eu mesmo sempre quis curtir algumas páginas que tavez não seriam legais que meus amigos vissem. Pensando nisso, nas atualizações recentes do Facebook foi liberada a opção de restringir o acesso a todas “páginas curtidas”.

Para ocultar seus “likes”, basta acessar seu perfil do Facebook clicando no seu nome que fica ao lado de “Página inicial” na mesma barra azul do Facebook ou em qualquer lugar que você veja sua foto do perfil. No seu perfil, clique na caixinha “Opções de ‘Curtir'”. Na página que abrir você verá todos seus favoritos e no final da página seus “Likes” ordenados cronológicamente.

Ocultando "Likes" do Facebook

Na parte superior da página clique em “Editar”, e verá que ao lado de cada tipo de “favorito” haverá uma caixinha pra indicar com quem está sendo compartilhada essa informação. No final da listagem de favoritos você verá “Outras páginas que você curte”, coloque essa como “Amigos” ou “Somente eu” para alterar a privacidade das opções de “Curtir”. Depois de alterar todas permissões, volte ao topo da página e clique em “Edições concluídas”.

Desaparecendo dos mecanismos de busca

Agora voltamos ao Google, empresa que levanta a bandeira “don’t be evil” mas, desde a última alteração nos seus termos de usos, faz pouco caso da privacidade de todos na internet e está terceirizando a alma dos usuários em troca de publicidade.

Acontece que cada vez que alguém cita seu @nome em um comentário, atualização de status, descrição de foto, etc, ou você comenta em algum perfil ou página, o seu nome (geralmente completo) ficará disponível de acordo com a privacidade da página em questão. Com seu nome dando sopa, fica fácil buscadores colherem ele e mostrarem como resultados para uma busca por você.

Agora a parte dolorosa para muitos, para resolver isso é necessário alterar o nome no perfil do Facebook por, exemplo, um apelido ou abreviatura. Para isso é fácil, basta clicar na flecha da barra azul e escolher “Configuração de conta”. Na janela que abrir clique em “Editar” onde mostra seu nome e salvar.

Outras opções de privacidade

Explore as configurações do Facebook esporadicamente, sempre há algo novo que pode ajudar a proteger sua identidade, além das opções acima existem várias alternativas para proteger automaticamente suas fotos, aplicativos, comentários, lista de amigos, etc, basta dar uma pesquisada rápida na ferramenta.

Para quem não viu a matéria do Fantástico e quer ver a fonte da inspiração, conheça abaixo a excelente iniciativa da federação dos bancos da Bélgica (Febelfin) com a campanha Safe Internet Banking.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: