Tag Archives: carnaval

Escravos da informação

23 maio

Tenho vontade de escrever sobre tantas coisas, coisas que tem acontecido comigo e ao meu redor, mas a falta de tempo é cruel. Felizmente isto não é um diário e não é em meu blog que tenho que falar do meu dia-a-dia. Infelizmente eu fazia isso no meu Twitter e nem isso tenho feito ultimamente.

Diante de tantas coisas para compartilhar, acabo sem nada a dizer. Talvez a turbulência não me deixa juntar as palavras certas ou até escolher um assunto entre vários, sei que vou levando meus dias sem me deixar abater por esta necessidade inconsequente por informar e ser informado, sem atualizar e sem acompanhar atualizações de meus amigos ou do mundo.

Outro dia comentei no Twitter que não acompanho noticiários e nem vejo notícias na internet. O que eles trazem de novo? Economias em risco ou se recuperando, uma atrocidade aqui, uma roubalheira política ali, estão acabando com a mata atlântica/amazônia/camada de ozônio/calotas polares, acharam poeira azul em marte, tal time foi campeão, tal famoso foi pro caixão. Esse ano tem Copa, esse ano tem eleições, o resto do ano é carnaval, natal e um ano novo se inicia.

Na era dos escravos da informação, sou mais um que tenta alcaçar a alforria (sem muito empenho, diga-se de passagem). No mais, vamos torcer pelo hexa, vote 45, feliz natal e um ótimo ano novo.

Anúncios

Carnaval e o ócio criativo

24 fev

Antes de mais nada, quero deixar claro que não sou desses que conta os dias para o carnaval, se veste de mulher e vai entoando marchinhas até o amanhecer.  Ao contrário, faço mais o estilo que fica em casa, no sofá, assistindo a Mangueira [escola de samba] entrar [na Sapucaí].

Sei que pode parecer triste, mas pra mim o que sempre importou no carnaval foi o feriadão. Alias, sempre não, porque na minha pré-adolescência também era sinônimo de peitinhos na TV.

Balelas a parte, nesta segunda-feira de carnaval, eu trabalhei. Nesta terça-feira de carnaval, também irei trabalhar. Na quarta-feira de cinzas então, nem preciso dizer. Tenho que confessar que é broxante ver as ruas vazias, restaurantes fechados e todos elevadores no térreo. A cara de tédio e os resmungos constantes deixavam claro que o sentimento era compartilhado em todo o escritório.

Logo no início da manhã já dava para perceber o quão produtivo seria o dia, mas não tenho do que reclamar. Afinal, não gosto de carnaval e troquei meu feriado por um dia de folga na semana passada.

Apesar de amar o que faço, nessas horas gostaria de trabalhar no chão de fábrica. Não digo isso porque muitas empresas deram folga no carnaval só para diminuir os efeitos da crise, mas porque mesmo desmotivado eu conseguiria executar funções repetitivas.

Bem, talvez eu tenha mesmo que agradecer por estar trabalhando hoje. Mas ainda não entendo como empresas baseadas em conhecimento, conseguem achar que um dia como este pode ser mais lucrativo do que ter um funcionário feliz, descansado e satisfeito o ano inteiro.

PS: O próximo post como esse será no dia 26 de dezembro, comentando sobre o período “entre o Natal e o fim do mundo”.

%d blogueiros gostam disto: