Tag Archives: tecnologia

Verdadeiro valor de lamber um selo

30 abr

Em 1971, Ray Tomlinson desenvolveu o primeiro código capaz de enviar um e-mail entre dois computadores, daí pra frente foi só questão de tempo para as cartas se tornarem coisa do passado e os mensageiros dentro de empresas ficarem desempregados.

A revolução da mensagem estreitou laços, tornou mais rápida a comunicação, mais produtivo seu dia de trabalho, acrescentou mais interrupções a ele, lhe deixou mais cansado e mais irritado e, consequentemente, menos produtivo. Isso mesmo, como toda boa invenção, o mal uso dela, faz com que se torne uma nova arma. Se você tem uma empresa, esta arma pode ser uma bomba que se torna mais potente a cada novo funcionário e, com o crescimento, pode implodir toda uma vida de trabalho.

Quando se coloca “e-mail” e “produtividade” na mesma frase, logo se pensa em spam e alertas de novas mensagens, mas isso se refere somente a um lado da moeda, o recebimento, esse lado é fácil de resolver, basta investir em um bom sistema anti-spam, não colocar seu e-mail em qualquer buraco e mudar a configuração do seu programa de e-mails, mas como você resolve o outro lado da moeda? Quem configura o “enviador”?

Pensar antes de responder, escrever com cuidado, utilizar linguagem formal, reler o que escreve e, finalmente, escolher corretamente os destinatários, são abordagens comuns em palestras sobre o uso consciente da ferramenta e que começam a ser inseridas nas políticas de uso de e-mails das empresas.

Infelizmente não existe uma maneira de inserir na cabeça do seu amigo, colega de trabalho ou cliente que suas ações podem estar sendo prejudiciais, mas, cada vez mais administradores vem usando a criatividade para superar estas barreiras em suas empresas, criando “dias livres de e-mails”, onde é proibido enviar e-mails internos, impondo limites de respostas e de destinatários, ou até reincorporando a ideia do mensageiro.

Como seria se as mensagens internas da sua empresa tivessem que ser escritas à mão pelo remetente, uma cópia manual para cada destinatário e entregues pelo mesmo na mesa de cada um? Será o remetente escreveria tanto? Será que não pensaria antes de escrever? Qual seria o número de destinatários para uma mesma mensagem? Haveriam tantas respostas?

Dentro de uma empresa, é válida toda tentativa de ensinar seus colaboradores o valor de se lamber selos e certamente trará como benefício um local de trabalho mais agradável e produtivo. Faça um teste: escolha uma terça-feira qualquer pela manhã e informe a sua equipe que neste dia todos novos e-mails internos e respostas de anteriores deverão ser escritos a caneta e entregues pessoalmente. Mas aconselho que faça isso verbalmente, ou vai preferir escrever à mão um bilhetinho para cada destinatário?

PS: Responder também é enviar.

A caixa de entrada gera expectativa e muitas vezes frustrações, uma resposta com um simples “ok”, pode ser interpretado de diversas maneiras por quem recebe e o fato de “não responder”, pode ser entendido até como um ato de rejeição. Utilizar respostas automáticas ou linguagem formal, no início, pode até causar desconforto por parte do receptor, mas é uma excelente forma de reduzir mal-entendidos.

Um iPhone no bolso e um Surface na sala

16 abr

Na amanhã (quinta-feira, 17) o Microsoft Surface começará a ser vendido nas lojas da AT&T nos EUA. Para quem não sabe, o Surface é um computador em formato de mesa com uma superfície dinâmica que permite o usuário ou usuários interagirem com os elementos da tela. Além disso o Surface também reconhece objetos físicos como celulares, câmeras digitais e cartões de crédito.

O foco inicial são as empresas, indústrias e instalações militares, mas a Microsoft já está trabalhando em uma versão mais barata para os clientes residencias, segundo o vice-presidente do departamento de aplicações e dispositivos especializados, o lançamento está previsto para 2011.

Preço atual da belezinha? 10 à 15 mil dólares.. Imagina só jogar banco imobiliário ou Yu-Gi-Oh em um negócio desse :X

Teaser da Microsoft

Apresentação para imprensa

Entrevista PopularMechanics.com
Nesse vídeo tem a tela digital, ideal para seu QG doméstico

Tio Bill apresentando
Esse é meio tosco, mas mostra bem as funções e é o Tio Bill que apresenta…

Passeando por lugares famosos com o Microsoft Photosynth

14 abr

Posso ficar tentando explicar o que é o Photosynth/Seadragon mas seria perda de tempo, só vendo o vídeo para ter uma idéia ou baixando o programa para ver algumas demos. Mas para encher linguiça vou colar algumas frases bonitas que achei pela internet :P

Photosynth é uma tecnologia da Microsoft que impressiona pelos seus recursos inovadores, voltados para experiências muito mais vantajosas com imagens. O novo recurso proporciona um ambiente dinâmico e totalmente interativo para os usuários.

Com ele, você vai poder conferir centenas de imagens unidas e relacionadas de acordo com um sistema inteligente que as organiza por similaridade, analiza suas informações, e cria verdadeiros ambientes 3D com apenas suas fotos em 2D. Dessa forma, você vai poder “caminhar” pelas galerias virtuais de imagens utilizando apenas cliques do seu mouse.

É um produto jovem e ainda está em aprimoramento, mas com certeza será mais uma bolada da Microsoft para os próximos anos. Não duvido muito que daqui a algum tempo isso esteja associado a esta simples busca por imagem que fazemos hoje, que aliás o Live Search atual dá de 10 à 0 no Google Images.

Alô Mundo :)

13 abr

Acordei hoje com vontade de bloggar, sei que é estranho e soa um tanto nerd, mas esta não é a primeira vez. Outra vez quando acordei com essa vontade montei o blog da Fábrica Di Chocolate, lá postei algumas vezes e saciou minha vontade durante um tempo.

Normalmente quando acordo com essa vontade vou até o notepad e descarrego tudo ali e depois não salvo. Hoje foi diferente, criei o domínio no wordpress e estou aqui escrevendo no bloco de notas. Na verdade só saberei se foi realmente diferente quando terminar.

Como este é o primeiro post, vai ter o blablabla inicial.. até porque não sei sobre o que vou escrever aqui e não tenho um nome para ele ainda, mas já faço duas observações: não vou fazer um layout e não vou comprar um domínio.. não pelo menos até alcançar um número suficiente de visitantes que caem do google de paraquedas e clicam em todos links que vêem :)

Alguns assuntos que planejo abordar neste blog:

“Chuchu Conspiracy Theory”
Teoria de Dr. Mousse sobre como o Chuchu dominará o mundo
“Foca, foca, foca, leão marinho”
Metodologia de Zark sobre como pegar garotas em baladas
“Le mystère de Le Mijon”
História de Dr. Mousse sobre a submissão masculina
“Falência da Google”
Minhas previsões sobre a virada da Microsoft sobre a Google

Além destes assuntos importantíssimos para existência humana teremos neste blog a área narcisista onde falarei de mim, sobre meu trabalho e sobre meus interesses. Também teremos aqui minhas comparações tribalistas de Joinville com Floripa, notícias gerais sobre negócios, tecnologia e de tudo um pouco.

Taí, acabei, agora é só definir um zilhão de palavras chaves e ser indexado pelo google para ficar famoso?

%d blogueiros gostam disto: